22.2.09

.liberdade do pensamento.

e daí a gente cresce. cresce, amadurece e envelhece. o que a até um tempo atrás tinha preferência na lista de coisas que quero/preciso, hoje perde lugar para neuras frenéticas e um lado mulherzinha que usa cremes que não massageiam o ego. algumas amigas riem, outras entendem e compartilham suas comédias da vida real entre um gole de cerveja e outro.
-
sempre carreguei comigo que a primeira impressão não é a que fica.
ninguém é normal o tempo inteiro, né? haha

-

acordei sem entender nada. sono, muito sono e uma ressaca sem bebida de um carnaval calmo, sem confetes ou serpentinas. o samba aqui é outro. o trio elétrico morreu na contramão atrapalhando o tráfego.

2 comentários:

thays disse...

todo carnaval tem seu fim

Tainá :) disse...

tudo tem um fim.