26.6.07

.20mg.



fobia social ou timidez patológica é uma condição comportamental em que a pessoa apresenta medo, ansiedade e grande timidez de se expor socialmente. a essência dessa fobia é o medo extremo de ser examinado pelos outros em situações sociais e/ou de performance pessoal, com subseqüente embaraço ou sensação de humilhação, o que freqüentemente culmina na esquivação destas situações ou severa ansiedade com sintomas autossômicos.
a fobia social gera grande incerteza. a pessoa sabe que, inesperadamente, pode se deparar com uma situação perigosa, embora procure se cercar de defesas, e de evitar ao máximo os contatos sociais. a vida e as obrigações da pessoa nem sempre possibilitam essa prática, assim, as crises de ansiedade acabam ocorrendo. a maioria das pessoas que portam fobia social vive em permanente estado de perigo.
o prejuízo na atividade social de pessoas portadoras da fobia social pode chegar ao extremo do isolamento. nas situações sociais ou de desempenho temidas, os indivíduos que sofrem dessa patologia experimentam preocupações acerca de embaraço e temem que outros os considerem ansiosos, débeis, malucos, metidos ou estúpidos. o medo de falar em público pode ser em virtude da preocupação de que os outros percebam o tremor em suas mãos ou voz. podem ainda experimentar extrema ansiedade ao conversar com outras pessoas pelo medo não saberem se expressar como gostariam. os sintomas de ansiedade que surgem nessas situações costumam ser palpitações, tremores, sudorese, desconforto gastrintestinal, tensão muscular, rubor facial, entre outros sintomas.
jovens com quadros de fobia social podem iniciar o uso abusivo de drogas ou álcool, pois percebem que com isso se tornam menos ansiosos e inseguros. esse uso abusivo com o tempo se torna freqüente, como uma tentativa de ‘auto-medicação’ contra os sintomas do transtorno e isso pode se tornar uma armadilha sem volta, podendo o jovem vir a se tornar um dependente químico/alcoólatra.
há muitos tratamentos para a fobia social, porém os mais usados caem nas categorias de tratamento medicamentoso, tratamento psicoterápico ou numa combinação dos dois.

3 comentários:

Tati disse...

Eu li seu post pela manhã e não comentei, não soube o que dizer. E pensei nele o dia todo.

;o~

Si... disse...

hmm... se sente assim Cah? As vezes acho q tenho alguns tipos de fobias... mas... a alegria de viver é tanta que... elas acabam ficando guardadas por um certo tempo.

J disse...

Olá!

Deixo um convite!

http://fobiasocial.forumvila.com

Beijinho, Td de bom, J.