14.1.10

'vem comigo, ele chamou. e eu fui'

eu nunca esqueço aquela noite. fazia frio, mas você transpirava. gaguejamos. rimos de nós mesmos e dos outros. nos abraçamos. por vezes quis ser teu cachecol, tua noite de insônia, teu domingo de sol. e naquela noite, que tinha tudo pra ser como não foi, mas que foi melhor do que o esperado-imaginado, naquela noite de vento frio e cerveja gelada tudo o que não se espera, o que não se imagina, todas as borboletas que não corri atrás, todas as flores que não colhi, todos os sorrisos que não vi, parece que tudo estava em harmonia, mesmo que não assim nessa ordem, mas assim bagunçado do jeito que é até hoje. do jeito que nos descobrimos, que nos encontramos e que nos deixamos ser. tudo acontecendo da forma que nunca foi escrita, mas que a cada dia deixa registrado em mim pequenos pedaços de uma alegria sem fim.


-
é tão bom ter teu abraço no fim do dia.

6 comentários:

Juju disse...

é sempre bom quando atendemos algo que nos chama e nos atrai.

Beijujubas

Nara Sales disse...

Essa sensação é tão boa!

Thays Petters disse...

a-pá-iii-xona-da!

Thays Petters disse...

apaixonáááda!

cunha disse...

que lindo *-*

Felicidade Clandestina. disse...

*---* que meigo. carregado de sentimentos.
O abraço , a troca de ambos, tudo que escrevestes soou feito musica.

Lindo demais. BJO flor.