24.4.09

.termina aqui a história que nunca começou.

sou simples. difícil de entender, mas fácil de agradar. não gosto de poucas coisas, entre essas poucas estão a mentira e falta de caráter. acho sujo, acho podre. e fico triste quando esse tipo de coisa cisma em aparecer quando tudo parecia ser diferente. mas não foi. erro meu em acreditar que seria assim? talvez. mas é que sempre sobra um pouco de esperança num cantinho escondido, onde quase sempre nenhuma mágoa fica. não sou de guardá-las e sempre as esqueço perdidas por aí. só levo o que é bom e se por algum motivo hoje já não te levo mais (em mim), é porque a escolha foi sua.

conseqüência de atitudes de um outro alguém em uma história reservada para dois.
-

2 comentários:

a-ma-rela disse...

felicidade, nao quer dizer duração de tempo ou espaço. pra mim, pode ser um segundo, um beijo, um cheiro, um olhar. porque na verdade, a felicidade, nunca é plena. pro azar de nós, pobres mortais.

lindo aqui.

Marcel Cruz disse...

Oi Carolzinha!!! Tudo bem contigo?

Valeu pelo coment e pela visita lá no Sacundin!


Bjão se cuida até...

Marcel Cruz